sexta-feira, 7 de março de 2014

Não tenho tudo que amo, mas amo tudo que tenho.

Pois é. A gente quer comprar coisas novas para decorar a casa, mas nem sempre dá. A saída: reformar e consertar o que se tem(ainda mais quando a gente tem uma grande estima). Minha mãe tinha uma luminária de pé, da década de 50 que, segundo ela, foi comprada em uma antiga loja de departamentos chamada "Slooper", que havia em São Paulo. Praticamente não sobrou nada do que a gente tinha, com tantas mudanças, mas sobrou a luminária, que estava detonada. Eu havia tentado consertar uma vez, mas é o tipo de fiação que é toda separada(cada saída é diferente). Eu não encontrava o tipo de interruptor por mais que procurasse(queria algo que fosse parecido com o original). Pesquisei em lojas de lustres e luminárias antigas e nada. Fiquei olhando e pensei: "vou reformar esse negócio". Pensei em mudar a cor, mas eu queria restaurar o modelo original. Fui na Leroy Merlin e comprei várias cores do Colorgin Spray(juro que não é merchandising). O problema era a quantidade de cores e o trabalho que ia dar. Todas eram antiferrugem, e o que mais utilizei foi vermelho(base e cúpulas), seguido de branco(partes internas), verde e creme. O zelador do meu prédio disse que faria a parte elétrica(duvidei muito), mas resolvi arriscar. A lixa utilizada para retirar um pouco da tinta velha e nivelar foi lixa para metais(não lembro o número, mas era fina. Acho que era nº 150). Agora, tinta spray faz uma sujeira(descobri depois que comecei a manusear). LUVAS SEMPRE. Vi vídeos no YouTube, e tudo parecia muito fácil. Mas, não foi. Primeiro, você pinta as partes internas de branco(e coloca fita crepe para proteger o lado de fora, por onde há aberturas para passagem dos fios. Resumidamente, onde tem buraco, proteja, porque vai ficar uma caca). Umas três demãos pelo menos. Secou? Proteja a parte interna com a mesma fita crepe. E cuidado com os jatos. Quando menos e mais distante, melhor, porque escorre e fica uma porcaria(eu tive que lixar de novo). Aos poucos, você vai vendo o resultado, mas o vermelho é uma cor difícil, porque é um pigmento forte e como a tinta é spray, muita coisa pode ficar pintada na sua casa sem você perceber. Se você tiver espaços amplos e desocupados em casa(coisa difícil hoje em dia), é melhor. Em espaços abertos(pra muita gente o cheiro pode ser forte), não aconselho, porque se ventar, enquanto a tinta não estiver seca, cola tudo(poeira, folhas, insetos, etc.). No segundo dia já estava com vontade de desistir, mas fui até o fim. O pior foi a limpeza da área e cozinha depois. E o zelador conseguiu fazer a parte elétrica melhor do que eu esperava. Ele achou interruptores parecidos e fiquei com uma luminária "vintage". Esqueci de tirar a foto do "antes", mas tem durante o lixamento.
Aliás, forrar o piso é mais do que aconselhável.














O resultado final:


Ficou bonitinho, né?


2 comentários:

  1. Ficou lindoooooooooooooooooooo Mary, bjuivos no coração

    ResponderExcluir
  2. Oi, lindona!!! Bjuivos pra você também!!! Daqui a pouco, vou virar sucateira(kkkkkkk).

    ResponderExcluir